As subidas parecem mais inclinadas sobre sua bicicleta e descendo você não se encontra seguro e seu rendimento já não é o de antes? Talvez você precise revisar a altura do selim…

 

Bike Fit

Bike Fit

 

Antes de mais nada, é importante destacar que este artigo trata da forma de um ciclista ajustar sua bicicleta como medida circunstancial. Um estudo realizado por um profissional será a melhor maneira de aproveitar totalmente a bicicleta e melhorar seu próprio rendimento. Um Bike Fit profissional utiliza métodos mais complexos e outras variáveis não abordadas por este artigo.

A altura do selim tem mais importância do que normalmente se pensa e, além disso, é um dos fatores que tem mais influência sobre a eficiência da pedalada. Se você não tiver o selim na altura apropriada não só estará incômodo e não aproveitará a força de suas pernas como também poderá estar se arriscando a uma lesão. A altura é em função de sua longitude de perna, por isso, para uma avaliação simples, o primeiro que você precisa fazer é obter uma boa medição da mesma.

1. Verifique a distância em centímetros

que há desde seu períneo ou entreperna até o solo. Fique descalço com as costas coladas em uma parede. Use um livro, pasta ou régua para colocá-lo com um lado apoiado na parede e outro contra a entreperna. Certifique-se de que o livro, ou o que você estiver usando, fique bem perpendicular à vertical e faça a medição até o solo. Pressione o livro para cima, do mesmo modo que o selim faria.

2. De acordo com estudos biomecânicos, a altura correta é de 88% da longitude da entreperna, por isso você tem que usar a medida que acabou de obter e multiplicá-la por 0,88.

3. O valor obtido deve ser a distância entre o eixo do centro (o centro sobre o qual gira o pedivela) até a parte alta do selim, seguindo uma linha paralela ao tubo e ao canote do selim. Tenha em conta que esta altura não é um parâmetro que precise ser seguido à risca, e sim uma referência que você poderá variar. Dê uma olhada em nossos truques.

Como exemplo, supondo que sua perna meça 85 cm, você teria que levantar o selim a 74,8 cm. (85 x 0,88 = 74.8)

E SE NÃO TENHO UM METRO DISPONÍVEL?

Uma maneira muito prática de averiguar qual é sua altura correta, um pouco menos precisa, é a de verificar a extensão do joelho.

l. Suba na bicicleta e sente-se sobre o selim. Peça que alguém o segure.

2. Apoie os calcanhares sobre os pedais.

3. Pedale para trás, com os calcanhares.

4. No ponto em que o pé estiver mais distante do selim (abaixo, um pouco para frente), a perna precisa ficar totalmente esticada, sem que a linha do quadril perca a horizontalidade em nenhum momento, e sempre pedalando com os calcanhares.
Se você precisar fazer baixar o quadril para deixar o joelho totalmente esticado ou perde o contato com o pedal, é preciso baixar o selim. Faça com que seu ajudante ponha um dedo eu seu trocanter (osso do quadril) e certifique-se de que não baixe ao pedalar para trás.
Se você não chega a esticar totalmente quando o pedal estiver no ponto mais baixo, você precisa levantar o selim até conseguir. Tenha em conta que se pedala apoiando a zona do metatarso (parte mais convexa da sola do pé), sendo que mesmo que ao pedalar com os calcanhares (para o teste) os joelhos se estiquem, ao pedalar com o metatarso (situação real) não deve haver extensão total dos joelhos em nenhum momento.

SE VOCÊ AINDA TEM DÚVIDAS… 
Se você não está seguro de que tenha a altura do selim correta ou pensa que o selim pode ter baixado durante um trajeto, faça o teste de pedalar para trás com os calcanhares, que explicamos acima, ao passar por uma vitrine, olhando seu reflexo. Lembre-se que você deve ver sua perna estendida para baixo, sem balanço de quadril.
1. Se você pedala quase sempre sentado perto da parte traseira do selim pode ser porque a altura que ele está seja insuficiente. Ao ir para trás você busca maior altura, já que está se distanciando dos pedais.
2. No caso contrário, se você vai perto da ponta do selim é possível que você leve uma altura mais alta que a correta e por isso, de modo natural, você se aproxima dos pedais indo para frente.
3. Se sua frequência de pedalada (cadência) é elevada (mais de 85-90 r.p.m.) você se sentirá mais cômodo com o selim para frente e uns milímetros mais baixo que o que dizem as regras, assim você favorece a subida da perna na fase de pedalada, tornando-a mais rápida. Para saber a que cadência você pedala, conte quantas vezes seu pé direito passa pela parte mais alta da pedalada durante 15 segundos e multiplique por quatro.
4. Se você pedala devagar (70-75 r.p.m.) é preferível que você atrase ligeiramente o selim e levante uns milímetros. Você poderá aproveitar melhor a potência de extensão de seus quadríceps.
5. Quando você usa um selim “fofo” tenha em conta que você vai afundar ligeiramente sobre ele. Tenha isso em conta na hora de medir a altura para colocar o selim uns milímetros mais alto.
6. Se você sente dores na parte da frente do joelho é provável que a altura que está o selim seja insuficiente.
7. Se as dores são na parte interna, na zona poplítea, pode que você tenha se excedido ao levantar o selim.